23.5.13

X's e O's - "LeBron... for the win..."


Por esta altura já não deve haver ninguém no mundo que não tenha visto o cesto da vitória dos Heat:


E por esta altura, parece que 99% dos que viram culpam Frank Vogel por não ter Roy Hibbert em campo para contestar a penetração de LeBron. Mas se calhar não é bem assim.

Olhando para a jogada com o conforto da retrospectiva e com a certeza de saber o que os Heat desenharam e como a jogada se desenrolou, parecem ter razão esses críticos. Mas a verdade é que Frank Vogel não teve essa almofada. E perante os jogadores que Miami tinha em campo, tirar Hibbert não foi uma decisão errada. Ou, melhor, não ter Hibbert a defender um dos quatro jogadores de campo dos Heat não foi uma decisão errada. 

Vejamos: os Heat tinham James, Cole, Allen e Bosh em campo. Destes, o único que Hibbert poderia defender era Bosh. Mas aí corriam o risco de Bosh, mais rápido e móvel, conseguir libertar-se e conseguir um lançamento de meia distância sozinho (ou com espaço suficiente). Para além de que Hibbert não poderia trocar em nenhum bloqueio, pois isso deixaria-o a defender um dos outros três e não seria capaz de acompanhar nenhum deles. Ciente disso, Vogel colocou o mais rápido e móvel Tyler Hansbrough.

E, olhando para a jogada que Spoelstra desenhou, se Hibbert estivesse em campo, ou Ray Allen tinha conseguido um lançamento triplo sem oposição ou então Bosh teria conseguido um lançamento perto do cesto. Imaginem Hibbert em vez de Hansbrough (que está a defender Bosh no topo da área restritiva):



Bosh recebe um bloqueio de Ray Allen:



Bosh corta para o cesto e Allen desfaz para o lado contrário do campo, para o canto:

A defesa dos Pacers trocou neste bloqueio. Hansbrough seguiu com Allen e Sam Young ficou com Bosh. Se fizessem esta troca com Hibbert, o gigante dos Pacers nunca conseguiria acompanhar Allen e este conseguiria chegar ao canto do campo completamente sozinho nos três pontos. Ray Allen sozinho na linha de triplo? Não parece a melhor ideia.

E se Hibbert não trocasse no bloqueio? Bosh poderia conseguir uns preciosos metros de vantagem e conquistar uma boa posição perto do cesto para receber um alley-oop de Battier. Um lançamento sem oposição debaixo do cesto? Também não parece a melhor ideia.

A jogada continuou, Bosh, Allen e Cole abriram e foi LeBron quem recebeu a bola, do lado esquerdo do campo, acima do canto da área restritiva (e se estivesse Hibbert em campo? Se Ray Allen não tivesse já marcado um triplo e a jogada chegasse até aqui, se Hibbert viesse à ajuda e fechasse o meio do campo, ficaria, mais uma vez Ray Allen sozinho lá no canto do campo):


E foi aqui a falha da defesa dos Pacers. O que falhou foi a defesa individual de Paul George, que tentou antecipar o que LeBron ia fazer e, pensando que este ia receber e arrancar para a direita, posicionou-se mal e deixou o lado esquerdo completamente aberto:



LeBron surpreendeu-o, assim que recebeu a bola arrancou para a esquerda e teve o caminho livre para o cesto. Sim, aí não estava Hibbert quando LeBron penetrou não encontrou oposição, mas tivesse George defendido correctamente e LeBron nunca teria conseguido tal lançamento sem oposição.

Onde Hibbert poderia ter sido utilizado (e essa sim seria a forma mais engenhosa de utilizá-lo na defesa desta jogada) era a marcar o jogador que repôs a bola. Colocar o gigante de 2,18m a dificultar o passe e a entrada da bola em campo era meiio caminho andado para defender bem esta reposição. Essa é a única crítica que apontamos a Vogel nesta jogada. Tudo o resto foi boa execução dos Heat, uma boa decisão de James e uma falha individual de George.

20 comentários:

  1. no way..

    (pequeno erro lá em cima quando dizes q o wade tava em campo..)

    erro grande em tirar um dos poucos jogadores que tinha para contestar uma penetração..
    Os Pacers se preparam apenas para o lançamento exterior.. esse o foi o grande erro!
    LeBron têm historial de penetrar sempre nos momentos decisivos! é o ponto mais forte do jogo dele, e sempre que têm a chance é o q ele faz..

    Paul George falhou sim, ele sabe e o admitiu, pois tava mal posicionado, uns poucos centimetros mas foi fatal. Merito obviamente para a movimentação de LeBron e o excelente passe de Battier..

    os Pacers defenderam e bem Ray Allen e tinham quem queriam perto de LeBron, mas o resto dos jogadores é dar espaço.. acredito que agora eles aprenderam, apesar de ser muito dificil defender nestas situações, mas ficaram no ridiculo por perder com um lance (graças á qualidade de LeBron) simples.

    Os Pacers tiveram grande chance para vencer este jogo, LeBron tava com 5 faltas e teve 50% de acerto e ainda falhou alguns LL, Wade 6 faltas e fora, Ray Allen teve 1-4 de fora, Shane Battier 0-4.. e David West fez um bom jogo (26 pontos)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "David West fez um bom jogo" para quem só viu a boxscore, só se for. deixou 6 pontos fáceis na mesa em clutch time, 4 deles no OT. Não tem desculpa.

      Eliminar
    2. sim quebrou na fase final do jogo, no prolongamento.. "faceis"? ok
      Para mim fez um bom jogo! e têm boa chance de fazer uma boa serie, pois os pacers irão continuar a insistir no jogo interior..

      Eliminar
    3. Já corrigi o lapso (é claro que nem podia ser o Wade, que já tinha sido exluído por faltas). :)

      Eliminar
  2. isto é 1 péssima jogada defensiva dos Pacers. Claro q tb acho q George teve grande parte da culpa. Ficou mais preocupado em Lebron apanhar a bola do q propriamente defendê-lo... Mas mais vale qq triplo, qq lançamento de meia distância do q 1 penetração de Lebron, q é a q tem mais probabilidade de entrar... Mesmo q Paul George o defendesse melhor com a explosão de Lebron e sem ng debaixo do cesto n tenho dúvida q seria mais fácil do q 1 triplo.. Ainda para mais qdo Ray Allen está a lançar 36% da linha de triplos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No layups. Não brinquem comigo. Muito menos com 2 segundos para jogar, fala sério. O Vogel viu a reputação enquanto treinador baixar uns valentes pontos só com essa jogada que o Márcio analisou. Temos pena.

      Eliminar
  3. Foi uma bela jogada dos Heat mas tb foi o bela passarada do Lebron :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a alguns anos a nba mudou a regra de quando arrancas com a bola..
      ou seja permite o arranque com dois passos..
      isto porque todos fazem, ninguem marca e acalamar as discuções..
      claramente passos, mas é tão recorrente q virou normal.. :/

      Eliminar
    2. Yup, acho que se chama "gather step".

      Houve ali uma ligeira hesitação do George quando o Hansbrough fez o switch para o Allen, o que permitiu ao Lebron ganhar alguma distância e o George quando avançou para ele ia com o ímpeto todo para a frente e o Lebron surpreendeu-o quando arrancou logo para o cesto (que se não o fizesse nem dava tempo para fazer o layup, tinha que optar por um lançamento). O Sam Young devia claramente ter fechado mais cedo, até porque a partir do momento que o Lebron recebe a bola e avança para o cesto não me parece que tivesse tempo para passar a bola ao Bosh e este ainda fazer o lançamento. Se tivesse lá o Hibbert em vez dele tinha havido a tal protecção ao cesto mas aí os Heat ganhavam a tal hipótese de o Bosh ganhar com um lançamento de média/longa distância, o que de qualquer das formas é sempre preferível conceder em vez de um layup... :P

      No fundo até nem foi mal defendido pelos Pacers, o que falhou mais foi a defesa individual do Paul George. O Vogel provavelmente não colocou o Hibbert porque confiou no George para defender bem o Lebron (e até tem razões para ter essa confiança). Não resultou bem, o próprio PG até acho que admitiu que falhou, siga para o próximo. Não é por isto que o Vogel vai deixar de ser um excelente treinador, o Paul George vai deixar de ser um All-Star ou os Pacers vão deixar de ser uma grande equipa que ainda vai dar muitas dores de cabeça a estes Heat.

      Eliminar
  4. Deixar o Ray Allen aberto é má ideia? Deixar o Bosh lançar de meia distância é má ideia?

    Então e deixar o LeBron penetrar completamente sozinho, é boa ideia? Eu acho que o Vogel não tem desculpa, o Allen não estava a lançar nada de jeito, o Bosh é certinho mas não é o ponto forte dele... Estamos nos playoffs, isto foi o lançamento mais fácil que os Heat podiam ter conseguido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá pelo Allen ter lançado mal não significa que iria falhar naquele momento. Por vezes jogadores que passaram quase todo o jogo a falhar encestam no lançamento decisivo, e o contrário também ocorre.
      Tal como o Márcio referiu, a grande falha foi do Paul George.Acontece, e não é justo condená-lo por isso. Para um jogador que tem apenas 2 ou 3 anos de NBA, tem dado bem conta do recado contra o LeBron e aí é que está o ponto principal, porque é verdade que foi ultrapassado facilmente devido ao risco que assumiu, mas alguma decisão tinha ele que tomar e contra um jogador como o LeBron não é fácil decidir numa fracção de segundos o que é melhor, porque o LeBron é um perigo, tanto a lançar de 2 , de 3, a penetrar, o que quiserem, usando aquele misto de técnica, velocidade e força monstra.
      Actualmente, na NBA, acho que se contam pelos dedos os que se aguentam contra o LeBron em situações de 1 para 1.
      Por fim, acho que os Miami têm que jogar mais que isto se quiserem ganhar a série. Os Pacers perderam, mas sentiram que faltou pouco para vencerem fora de casa, e numa próxima o Paul George ou outro qualquer já não falham como no jogo 1 e depois vêm dois jogos em Indiana. O aspecto que pode motivar mais os Heat é que conseguiram vencer, mesmo sem jogarem ao seu melhor nível, uma equipa que dificilmente fará melhor do que fez no jogo 1.

      Eliminar
    2. Se calhar n é assim tão difícil assim fazer 1 jogo melhor q o 1º..
      Qto a jogada em questão ng está a condenar o Paul George por isso mas sim por Frank Vogel ter tirado o Hibbert do jogo. Até o próprio treinador já admitiu q foi 1 erro. Para mim ele fez 1 aposta q podia ter resultado mas os Heat aproveitaram-se e bem disso.
      Como dizes, só Paul George para travar 1 arranque de Lebron é complicado. Qto ao lançamento de 3 e de 2 se o fizesse Paul George ia estar bem preparado.

      Ah já agora 2 turnovers nos últimos 2 minutos para o jogador mais clutch de smp. Magic never did it. Jordan never did it. Bird never did it. Not even Oscar or Wilt. Only LeBron.

      Eliminar
  5. Só uma duvida...Sou eu que nao percebo assim tanto de basket ou o Lebron fez claramente passos???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que o LeBron não fez passos, o que não implica que percebas ou que deixes de entender de basket. Simplesmente, a regra no arranque agora permite dois passos (Gather step), tal como referiu o Mesou. Na parte final, ele dá três passos, mas no primeiro dos três ele aínda não parou o drible. A bola está a vir do piso para a mão e mal chega à mão e ele a agarra é que começa a contagem, e depois disso ele deu dois passos e cesto.
      Essas situações são sempre polémicas, porque por vezes é muito complicado perceber se um jogador só dá dois passos ou três depois de agarrar a bola, já que o tempo que bate no chão e volta para a mão para agarrar é muito rápido. O LeBron parece claramente não ter feito, mas não sou árbitro de basket para dar a certeza no assunto.

      Eliminar
  6. Frank Vogel é só um dos melhores treinadores da Nba e nós vamos comentar a dizer que ele errou..? Sinceramente eles passam horas a estudar o jogo e neste momento tudo se decide na percentagem.

    Foi o melhor jogador disto e nem sequer o George tem culpa. Se analisarmos as imagens George defende um possível lançamento, coloca-se na posição necessária para parar uma penetração e obrigar a lançar de fora.

    O único que podia ter parado (e certamente devia) esta jogada é o árbitro. Passos duas vezes, mas no arranque é escandaloso, tira vantagem de uma aldrabice e da sua potência física para finalizar o jogo.

    Resumindo, venham mais jogos destes.

    ResponderEliminar
  7. Stoudemire23/05/13, 19:07

    Eu bem digo desde sempre.
    Per ESPN.com, since LeBron entered the Association in 2003, he has the most game-tying/go-ahead field goals in the postseason's final 24 seconds of fourth quarter and overtime:

    Magic never did it. Jordan never did it. Bird never did it. Not even Oscar or Wilt. Only LeBron.

    Not too long ago, the discussion was about how LeBron wasn’t clutch. That no longer seems to be a discussion.

    Since LeBron came into the league in 2003-04, nobody in the NBA has made more game-tying and go-ahead shots in the final 24 seconds of playoff games than LeBron, who is 7-of-16 on those shots. His 43.8 field goal percentage on those clutch shots ranks the best in the NBA since his rookie season among players with at least 10 attempts. The league average is 28.3 percent on those shots.

    Para concluir. Não fez nada de especial ontem, foi só mais um para a lista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A dar passos também eu. Parecia andebol... Passos, drible, passos.

      Eliminar
    2. LeBron é o melhor penetrador da liga, quem sabe de todos os tempos..
      é muito dificil lhe tirar a bola das mãos, muito dificil impedir que consiga subir e criar impacto com o corpo para o desiquilibrar é quase como bater com uma parede..
      Ao contrario de outros grandes jogadores da historia que usavam muito mais a velocidade, skills e jogo de pés.. LeBron James usa primeiro a força e capacidade de choque..

      e se ele é assim tão dificil de desiquilibrar mais vale arrancar para um cesto de percentagens maiores do que tentar um lançamento á distancia..

      ou seja, para ele não foi nada de especial.. mais um layup

      Eliminar
  8. Numa primeira análise fica toda a sensação que foi aberta uma avenida para o Lebron finalizar. Depois penso no Hibbert no banco e ponho-me a pensar, "o Frank Vogel tira um dos melhores defensores da Liga para defender nos últimos 2.2 segundos, que erro crasso, como é possível dar-se à morte desta maneira!"... Depois ouvi o Charles Barkley a falar sobre a jogada e de seguida li este post, "OK, vou ficar calado." Good defense (na teoria), better offense. And one Lebron James!

    ResponderEliminar