26.5.13

X's e O's - Spurs anulam o jogo interior dos Grizzlies


Esta é a imagem que mais temos visto nestas finais da conferência Oeste: 


Os Spurs a congestionarem a área restrictiva, com os cinco defesas no garrafão e/ou em volta deste. Consequentemente, uma imagem que poucas vezes temos visto nestas finais de conferência é Zach Randolph a jogar 1x1 a poste baixo (os Spurs têm defendido Randolph pela frente e impedido o power forward dos Grizzlies de receber a bola em zonas perto do cesto; e quando este consegue ganhar a posição e receber a bola a poste baixo nunca tem apenas um defensor para ultrapassar).

E a imagem que muito raramente temos visto são as combinações poste alto/poste baixo que tantas vezes vimos os Grizzlies fazer na temporada regular e nas duas primeiras rondas dos playoffs. A equipa de Memphis é das melhores equipas da liga nesse tipo de jogadas (não por acaso, os Spurs são outras delas) e viamos muitas vezes Gasol a receber a bola a poste alto, Randolph a cortar e/ou ganhar a posição mais interior e Gasol a assisti-lo (ou vice-versa). Nesta série contam-se pelos dedos de uma mão as vezes que Gasol e Randolph conseguiram fazer isso.

Nesta série, o plano A do jogo interior dos Grizzlies tem sido eficazmente anulado e a equipa de Memphis tem sido obrigada a recorrer ao jogo interior de formas que não faz habitualmente (Gasol e Randolph a receberem a bola mais longe do cesto ou a ganhar posição apenas após penetração de um jogador exterior).

Os Spurs têm explorado e exposto a maior fraqueza do ataque dos Grizzlies (o lançamento exterior) e sem atiradores consistentes para abrir a defesa, o espaço para Randolph e Gasol operarem no interior tem sido mínimo. Quincy Pondexter tem sido o mais fiável nesse departamento (44% nos playoffs), mas com os outros jogadores do perímetro a lançar bastante mal da linha de três pontos (Tony Allen - 25%; Tayshaun Prince - 29.4%; Mike Conley - 29%; Jerryd Bayless - 29.1%), o trabalho da defesa dos Spurs fica mais fácil. 

Nunca uma equipa inverteu um 0-3 nos playoffs e não serão, de certeza, os veteraníssimos e experientes Spurs os primeiros a sofrer tal sorte. Por isso, o destino dos Grizzlies parece selado. Foi uma grande temporada para eles e foram mais longe do que muitos pensavam possível. Mas sem atiradores (e essa será a prioridade para os Grizzlies na offseason) não dá para ir mais longe.

1 comentário:

  1. Boa análise... E quando Zach Randolph recebe a bola em boa posição sofre mtas vezes falta (principalmente qdo Duncan está no banco). Popovich a dar as cartas mais 1 vez e como digo p mim o melhor da liga sem dúvida. Tens outros treinadores q são mto bons mas Pop dá baile a todos...

    ResponderEliminar