10.6.13

CONTRA-ATAQUE - Há mais em jogo nestas Finais?


A promoção da NBA TV para as Finais (que colocámos aqui ontem) diz que há mais em jogo nas mesmas do que apenas o título de 2013. No Contra-Ataque de hoje, o Pedro Silva tenta responder a algumas dessas questões (e levanta mais algumas):


Procurando respostas nas finais

Para a crónica de hoje, o Márcio desafiou-me a abordar algumas das questões que estas finais levantam

Ora, não sendo respostas definitivas, as finais deste ano representam peças importantes do puzzle que são alguns dos debates mais interessantes desta liga que seguimos. 

Quem é o melhor power-forward de sempre? Qualidade de jogo é sempre discutível, mas o currículo de Duncan (4 títulos [5 se ganhar este], 3 vezes MVP das finais, 2 vezes MVP da liga, 14 vezes All-Star, Rookie do Ano, 10 vezes All-NBA First Team, 3 vezes All-NBA Second Team, 8 All Defensive First Team e 6 All Defensive Second Team) é tão absurdo quanto soberano. Abram lá o documento do word com o vosso CV antes de dizerem parvoíces em voz alta. Ah, e é talvez o melhor colega de equipa de sempre. 

Melhor Jogador de Sempre? Duvido que chegue uma altura em que olhemos, com o mínimo de consenso, para Lebron James como o melhor jogador de sempre. No entanto, Lebron tem mostrado em praticamente todos os jogos que faz que a questão não é tão ridícula como antes. Em dois jogos de finais leva um triplo duplo (está em segundo na lista de triplos duplos em Finais da NBA, com 3 e apenas atrás de Magic ) e um jogo menos dominante no ataque mas que ainda acabou com 17 pontos, 8 ressaltos, 7 assistências, 3 roubos de bola e três blocos, um dos quais de antologia). 

Melhor Atirador de Sempre? Possivelmente Ray Allen. Larry Bird era tão mais do que um "atirador" que até parece desrespeitoso inclui-lo nesta conversa. Reggie Miller chegou apenas uma vez às finais. Ray Allen tem um título e está na luta pelo segundo, tem uma média de % de triplo de carreira ligeiramente acima de Miller (40.1% vs 39.5%), o dobro das presenças em All-Star Games (10 contra 5) e, mais importante, é Jesus Shuttleworth. 

Melhor Treinador de Sempre? Red Auerbach (nove títulos) e Phil Jackson (onze) ainda estão na frente de Pop, mas dezasseis temporadas consecutivas a atingir os playoffs (maior sequência em vigor na NBA) sempre com percentagem de vitórias acima dos 61% (a única época que os seus Spurs não chegaram às 50 vitórias foi em 98-99, quando o lock-out deixou a época com apenas meia centena de jogos, dos quais San Antonio ganharam 37). Quatro títulos e na luta por mais um. Melhor entrevistado da sua profissão. 

Outras questões importantes se levantam, nem todas de respostas óbvias: 

Depois do famoso "The Shot" de Michael Jordan, precisamos de um nome para o incrível lançamento de Tony Parker no jogo 1 das finais. 

Até quando Joey Crawford vai continuar a conviver entre os humanos/espalhar a sua rabugice pelas arenas da NBA? 

Em 2002-03, Rashard Lewis assinou um contrato de 118 milhões de dólares (por seis épocas, em Seattle). Eu sei que não é uma pergunta, mas nunca é de mais mencionar-se isso. 

Vamos para o jogo 3, só eu é que estou profundamente desiludido por o Tony Parker ainda não ter tentado fazer uma cueca no Bosh? 

O Kawhi Leonard é um fixe, não é? Faz tanta coisa bem e tão poucas asneiras. 

Há ângulo melhor do que o daquela câmara que fica atrás/através das tabelas? 

Ser ultrapassado em drible pelo Boris Diaw não devia dar direito a multa?  


Pedro Silva
Autor do Na Desportiva
Escreve aqui às segundas


(e a nossa análise do Jogo 2 vem já a seguir)

9 comentários:

  1. É desrespeitoso ver isto sem comentários quando o conteúdo mostra um QI de NBA imenso. Parabéns pela escrita, concordo com tudo.

    ResponderEliminar
  2. Hahaha adorei a piada ao Diaw. Ele já nos Suns não era muito rápido e então desde que foi para os Spurs está mais balofo lol
    Em relação ao Lewis em 2002, é verdade que é um contrato de superestrela, algo que ele não era, mas confesso que nos anos dele em Seattle e em Orlando (inicialmente) gostava muito de o ver jogar. Não tem nada haver com o jogador de agora nem com o que se tornou desde que abandonou Orlando. Lançava muito bem (e ainda lança), era muito agressivo, afundava e bom defensor. Podia não ser o melhor em nada, mas era muito completo e tirando o Ray Allen, não tinham nenhum melhor que ele na equipa dos Seattle, e na dos Orlando só o DH12, o Nelson e vá lá, o Turkoglu.
    Também é verdade que tive esperança que "ressuscitasse" este ano nos Heat, já que o facto de ter tido a confiança de um candidato ao título podia-o motivar a jogar pelo menos decentemente, mas nem isso este ano...

    ResponderEliminar
  3. para mim sinceramente, este anuncio publicitário passa ao lado..
    Compreendo que existam algumas questões que possam ser respondidas ou apimentadas com estas Finals, mas nunca concordei que questões deste tipo fossem feitas em alturas de jogo.. Por mim isto é questionavel depois, quando as marés acalmarem.. pois como se lê aqui e se ouve toda a época as opniões a quente são faceis de serem distorcidas pela memoria recente..

    começando pelo ponto fora das questões que destacaste, o Rashard Lewis fez um mega contrato quando pode! ele e Ray Allen naquela altura eram uma grande dupla em Seatle e para não o perderem arriscaram e fizeram um contrato ridiculo! ele e muitos outros tiveram e vão continuar a ter contratos muito acima do seu potencial. Raramente existem Donos de Equipas e GM's capazes de resistir a dar "max contract's" a jogadores que estão quase superestrelas mas ainda não são assim tanto.. Vejamos o caso de Tyson Chandler, que se ficasse em Dallas iria obviamente requerer o maximo e todos sabem que ele foi fundamental para o titulo, mas dai a bloquear as finanças do clube ainda vai um bom passo.
    __
    Melhor PF de sempre? epá, pra mim é! mas eu sigo Tim Duncan com alguma estima, raramente o vejo a complicar e muitas vezes o vejo a solucionar as coisas rapidamente. mas não o acho o "claramente melhor de sempre sem discuções"

    __
    LeBron melhor jogador de sempre?! epa, discutam o que quiserem como quiserem, ele já merece estar na discução, mas ainda não o é! dificilmente o será, mas ao menos pode lá chegar..

    __
    Ray Allen.. :/

    __
    Melhor treinador? para mim está nos top. Popovich têm acima de de titulos um excelente trabalho feito. Mas já sabemos que a NBA é uma liga de jogadores, são eles que fazem a diferença. Chegou a perder jogos e eliminatorias quando ninguem esperava e chegou a ser dominador quando já todos faziam o filme de serem velhos e etc..

    __

    ResponderEliminar
  4. a sério Márcio. N aprovaste um comentário em q apenas tentei explicar o porquê de optar pelo Reggie Miller em vez de Ray Allen?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa, Kiko, apaguei esse comentário sem querer (como tinha um link foi para o spam e apaguei-o sem querer quando limpava essa pasta!). Se o puderes submeter novamente... :) as minhas desculpas e obrigado.

      Eliminar
    2. ok, n faz mal... fiquei é sem perceber mto bem, pensei q tivesse exagerado lol ;)
      Aqui vai... Gostei do post do Pedro mas n concordo q o melhor atirador seja Ray Allen por causa dos títulos q ganhou. Por 2 motivos, 1º e o mais óbvio é q o Ray Allen tinha melhor equipa. Fez parte do big three e era o 3º melhor da equipa (atrás de Paul Pierce e Kevin Garnett). Logo acho mais fácil conseguir ganhar 1 título qdo n se é a principal estrela da equipa. Considero o facto de Reggie ter levado a equipa a final sendo a principal estrela mais relevante q o título de Ray Allen(ou um 2º título eventualmente) em q nem sequer o 2º melhor jogador da equipa era na minha opinião.
      2º pq n era a principal estrela era óbvio q n era tão bem defendido como Reggie. Reggie levava com double teams mtas vezes e era smp marcado de perto e pelo melhor defensor da equipa adversária. Ray Allen por vezes acontecia o contrário. Ao tentar conter Paul Pierce e Ray Allen as equipa adversárias deixavam mtos open threes para Ray Allen. Daí tb achar q mtas vezes os números n dizem tudo, acho este caso 1 típico exemplo.
      Agora se fecharmos os olhos a isso concordo q a análise seja difícil e compreendo a escolha. Só queria dizer q o título neste caso para mim n é o q faz a diferença

      Eliminar
    3. Stoudemire11/06/13, 21:29

      Interessante aqui a tua "defesa"do Regie e a "diminuição" do Allen...
      Concordo completamente mas suponho que só se aplica neste caso...?

      Eliminar
    4. Kiko, bom comentário e bem defendida a opinião.

      No entanto, há mais um facto para justificar a minha escolha do Ray Allen - sou fã dos Knicks, portanto o Reggie pode ir plantar batatas longe :p

      Eliminar
  5. o joe johonson tambem tem um contrato ridiculo, e o stoudemire tambem, mas o lewis ganhou mesmo a lotaria em seattle.

    daqui por uns 10 anos vamos ter o curry na galeria dos melhores atiradores de sempre.

    ResponderEliminar